Notícias

Café Faz Mal Para o Estômago?

05out

Quando você toma o seu cafezinho pela manhã, depois do almoço, no lanchinho da tarde ou antes de dormir, você pensa em como ele pode interferir no funcionamento do seu estômago?

O órgão é bastante importante para o nosso corpo e exerce um papel fundamental no processo de digestão. Depois que ingerimos algum alimento, essa comida viaja pelo esôfago, passa pelo esfíncter esofágico inferior e entra no estômago, que tem as funções de fazer o armazenamento temporário de líquidos e alimentos, de produzir os sucos digestivos e esvaziar a mistura no intestino delgado.

Será que o café faz mal para o estômago? 

Sendo o bom funcionamento do órgão necessário para a digestão dos alimentos que comemos, vale a pena saber se o café faz mal para o estômago.

Existem algumas condições associada ao estômago que, ao consumir o café, tendem a piorar. Por isso é importante ficar atento às informações a seguir. Também, algumas pessoas parecem ter uma sensibilidade maior à cafeína. Nesse sentido, tomar café muito forte e, especialmente, de estômago vazio, pode gerar um desconforto estomacal.

Para a maioria das pessoas, tomar café em moderação não faz mal para o estômago. Mas vale a pena ver as considerações abaixo. Quando o café faz mal para o estômago?

A resposta para o questionamento é positiva se estivermos falando de um caso de gastrite, uma condição que é caracterizada pela infecção, erosão ou inflamação do revestimento do estômago e causada pelo enfraquecimento da mucosa que protege a parede estomacal, sendo que os próprios sucos digestivos produzidos pelo órgão acabam trazendo danos à parede do estômago.

 

Há uma série de comidas e bebidas que devem ser evitadas por pessoas diagnosticadas com a doença, de modo que o quadro não seja agravado. Tanto o café normal quanto o café descafeinado entram na lista de bebidas que devem ser limitadas ou evitadas por quem tem gastrite, sempre de acordo com a recomendação do médico, obviamente.

Além disso, o costume de beber muito café pode aumentar a vulnerabilidade à bactéria H. pylori, que é uma das causas mais comuns para a doença. Essa bactéria enfraquece o revestimento do estômago e permite que os ácidos gástricos irritem a estrutura com maior facilidade.

No mesmo sentido, o site do Centro Médico da Universidade de Maryland explicou que o café é uma das substâncias que causam irritação ao estômago e que estão associadas ao desenvolvimento de um quadro de gastrite.

A página também recomenda evitar o consumo em longo prazo de café como uma alternativa para se prevenir contra a doença e aponta tanto o café com cafeína quanto o descafeinado como produtos que podem irritar o revestimento do estômago ou aumentar a produção de ácido e devem deixar de ser tomados durante o tratamento para a condição. Ou seja, de fato o café faz mal para o estômago de quem sofre com gastrite.

O que acontece é que o café ativa a produção de ácido estomacal, que resulta justamente na irritação do revestimento do estômago. A página também alertou que uma gastrite não tratada pode evoluir para um quadro de úlceras gástricas.

Úlceras gástricas

Quando analisamos se o café faz mal para o estômago ou não, também precisamos falar sobre as úlceras gástricas ou úlceras pépticas. Elas são feridas que aparecem no revestimento do estômago e são caracterizadas pela formação de um buraco na estrutura.

Ainda que o café não cause o problema, o efeito da bebida no estômago pode agravar as úlceras já existentes ou tornar o processo de cura mais lento por meio da promoção de um ambiente mais ácido.

Se não for tratada, as úlceras gástricas ou pépticas progridem e pioram, trazendo ainda mais dores e desconfortos.

Indigestão e desconforto estomacal 

O estímulo que o café traz à produção de ácido no estômago pode resultar em um desconforto estomacal, principalmente em pessoas que têm úlceras. Por sua vez, a indigestão é descrita como uma condição que pode envolver sensação de desconforto, perturbação estomacal e, eventualmente, inchaço ou gases depois de comer ou beber alguma coisa.

Para quem sofre com isso, a American College of Gastroenterology (Instituto Americano de Gastroenterologia, tradução livre) aconselha não ingerir café, bebidas alcoólicas e bebidas gaseificadas como uma alternativa de amenizar o problema.


Fonte:mundoboaforma

O órgão é bastante importante para o nosso corpo e exerce um papel fundamental no processo de digestão. Depois que ingerimos algum alimento, essa comida viaja pelo esôfago, passa pelo esfíncter esofágico inferior e entra no estômago, que tem as funções de fazer o armazenamento temporário de líquidos e alimentos, de produzir os sucos digestivos e esvaziar a mistura no intestino delgado.

Será que o café faz mal para o estômago? 

Sendo o bom funcionamento do órgão necessário para a digestão dos alimentos que comemos, vale a pena saber se o café faz mal para o estômago.

Existem algumas condições associada ao estômago que, ao consumir o café, tendem a piorar. Por isso é importante ficar atento às informações a seguir. Também, algumas pessoas parecem ter uma sensibilidade maior à cafeína. Nesse sentido, tomar café muito forte e, especialmente, de estômago vazio, pode gerar um desconforto estomacal.

Para a maioria das pessoas, tomar café em moderação não faz mal para o estômago. Mas vale a pena ver as considerações abaixo. Quando o café faz mal para o estômago?

A resposta para o questionamento é positiva se estivermos falando de um caso de gastrite, uma condição que é caracterizada pela infecção, erosão ou inflamação do revestimento do estômago e causada pelo enfraquecimento da mucosa que protege a parede estomacal, sendo que os próprios sucos digestivos produzidos pelo órgão acabam trazendo danos à parede do estômago.

 

Há uma série de comidas e bebidas que devem ser evitadas por pessoas diagnosticadas com a doença, de modo que o quadro não seja agravado. Tanto o café normal quanto o café descafeinado entram na lista de bebidas que devem ser limitadas ou evitadas por quem tem gastrite, sempre de acordo com a recomendação do médico, obviamente.

 

Além disso, o costume de beber muito café pode aumentar a vulnerabilidade à bactéria H. pylori, que é uma das causas mais comuns para a doença. Essa bactéria enfraquece o revestimento do estômago e permite que os ácidos gástricos irritem a estrutura com maior facilidade.

No mesmo sentido, o site do Centro Médico da Universidade de Maryland explicou que o café é uma das substâncias que causam irritação ao estômago e que estão associadas ao desenvolvimento de um quadro de gastrite.

A página também recomenda evitar o consumo em longo prazo de café como uma alternativa para se prevenir contra a doença e aponta tanto o café com cafeína quanto o descafeinado como produtos que podem irritar o revestimento do estômago ou aumentar a produção de ácido e devem deixar de ser tomados durante o tratamento para a condição. Ou seja, de fato o café faz mal para o estômago de quem sofre com gastrite.

O que acontece é que o café ativa a produção de ácido estomacal, que resulta justamente na irritação do revestimento do estômago. A página também alertou que uma gastrite não tratada pode evoluir para um quadro de úlceras gástricas.

Úlceras gástricas

Quando analisamos se o café faz mal para o estômago ou não, também precisamos falar sobre as úlceras gástricas ou úlceras pépticas. Elas são feridas que aparecem no revestimento do estômago e são caracterizadas pela formação de um buraco na estrutura.

Ainda que o café não cause o problema, o efeito da bebida no estômago pode agravar as úlceras já existentes ou tornar o processo de cura mais lento por meio da promoção de um ambiente mais ácido.

Se não for tratada, as úlceras gástricas ou pépticas progridem e pioram, trazendo ainda mais dores e desconfortos.

Indigestão e desconforto estomacal 

O estímulo que o café traz à produção de ácido no estômago pode resultar em um desconforto estomacal, principalmente em pessoas que têm úlceras. Por sua vez, a indigestão é descrita como uma condição que pode envolver sensação de desconforto, perturbação estomacal e, eventualmente, inchaço ou gases depois de comer ou beber alguma coisa.

Para quem sofre com isso, a American College of Gastroenterology (Instituto Americano de Gastroenterologia, tradução livre) aconselha não ingerir café, bebidas alcoólicas e bebidas gaseificadas como uma alternativa de amenizar o problema.


Fonte:mundoboaforma